06 Julho 2017
0
0
0
s2sdefault
 

Aquitã, o indiozinho (Reprodução)

As produções Aquitã, o indiozinho e Brincando entre Estrelas são finalistas no Festival Comkids Prix Jeunesse Iberoamericano 2017, mostra competitiva de produção audiovisual infantojuvenil que acontece de 14 a 19 de agosto, em São Paulo. As duas animações foram selecionadas pelo pré-júri do festival – formado por profissionais das áreas de mídia, educação, cultura e cinema – na categoria Conteúdos Curtos, na qual concorrem com outras produções brasileiras e de países como Colômbia e Espanha. Após a exibição, há sessões de debate e votação. Os premiados serão escolhidos pelo próprio público e por um júri infantil e adolescente. O Festival Comkids Prix Jeunesse Iberoamericano ocorre em colaboração com a versão internacional, realizada na Alemanha, e busca consolidar um espaço de intercâmbio e debate sobre as produções para o público infantojuvenil.

As animações selecionadas fazem parte de uma gama de produções da MultiRio voltadas a esse público. Aquitã, o indiozinho é um dos curtas-metragens da série Que Medo!, destinada a crianças de 4 a 6 anos e que fala sobre temores infantis. Na animação, um jovem indiozinho parece não temer os perigos da floresta, mas, quando cai a noite, ele precisa enfrentar o medo do escuro. Já Brincando entre Estrelas convida as crianças a contemplar o céu por meio de dois personagens: a menina Celeste e o gato Mourão. Em meio a grupos de estrelas e constelações, a produção busca despertar o interesse pela astronomia com uma narrativa leve, ágil e bem-humorada. 

Além da categoria Conteúdos Curtos, o festival possui outras cinco na mostra competitiva: Até 6 Anos Ficção e Não Ficção, 7 a 11 Anos Ficção, 7 a 11 Anos Não Ficção, 12 a 15 Anos Ficção e 12 a 15 Anos Não Ficção. No total, 168 produções se inscreveram para esta edição do Comkids Prix Jeunesse Iberoamericano, que, além das sessões de exibição, conta com debates e reflexões sobre a produção audiovisual infantojuvenil, workshops e sessões especiais.