ACESSIBILIDADE
Acessibilidade: Aumentar Fonte
Acessibilidade: Tamanho Padrão de Fonte
Acessibilidade: Diminuir Fonte
Youtube
Facebook
Instagram
Twitter

Bases históricas da Educação de Jovens e Adultos inspiram a IV Semana da EJA Rio
SÉRIE
IV Semana da EJA Rio 2022
25 Novembro 2022 | Por Márcia Pimentel
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Whatsapp
Expoeja: exposição dos trabalhos pedagógicos realizados pelas escolas. MultiRio, cc


Com temática voltada às bases históricas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Rio de Janeiro, implementada em 1985 sob a inspiração dos conceitos de Paulo Freire, aconteceu, entre os dias 21 e 23, a IV Semana da EJA Rio. O evento reuniu professores e alunos do programa de todas as 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CRE) do município, além de pesquisadores e interessados nesta modalidade da Educação Básica.

O principal objetivo da IV Semana da EJA Rio foi o de qualificar a prática pedagógica por meio da formação continuada e de ações de enriquecimento do currículo. Para isso, contou com as parcerias da Escola de Formação Paulo Freire e da MultiRio, que transmitiu as rodas de diálogo da Semana e divulgou o edital de Cartografia de Boas Práticas e o questionário Impressões Digitais, além de outros materiais relacionados à Educação de Jovens e Adultos .

Após quase 3 anos de educação remota, a EJA conta, atualmente, com cerca de 25 mil alunos matriculados, distribuídos em 141 unidades escolares. Segundo Geisi Nicolau, da Gerência da Educação de Jovens e Adultos (Geja), eram cerca de 27 mil, antes da pandemia de Covid-19:

“A situação está difícil para nossos estudantes, mas a Prefeitura não deixou de apoiar a EJA. Além do material escolar, está fornecendo Riocard e uma refeição para que tenham condições de ir à escola”, explicou.

Rejuvenescimento

O professor formador do setor da EJA da 8ª CRE, Cristian Elias de Jesus, informou que o perfil do estudante da Educação de Jovens e Adultos está passando por um processo de transformação. Já não são mais os idosos o segmento predominante e, sim, a público mais jovem.

Ele avalia que os motivos desta mudança são diversos, mas que, de forma geral, passam por questões econômicas que atingem a família dos alunos. “Este fenômeno de juvenialização tem exigido um professor cada vez mais criativo, porque ele precisa unificar os interesses da turma que reúne estudantes de menos de 20 anos a idosos com mais de 60”, disse.

Roberta Madeira, responsável pela EJA da 8ª CRE, acredita que esse processo tem trazido um certo frescor à EJA. Além disso, diz ela, há um troca interessante entre eles. “Os mais novos ensinam o uso das tecnologias aos mais velhos e estes, por sua vez, dão naturalmente um apoio emocional que muitos jovens não têm em casa”, explica.

Temática racial foi abordada pela maioria das escolas da EJA. Genilton de Oliveira, SMTE


Território e racismo

A ExpoEJA, ocorrida no dia 21, no pátio do Centro Administrativo São Sebastião, sede da Prefeitura do Rio, abriu a IV Semana EJA Rio e contou com a participação de todas as CREs, que traziam, em seus estandes, uma espécie de resumo do que as escolas vêm trabalhando junto aos alunos. A maioria delas apresentou temas relacionados a conceitos freirianos, como território, matrizes africanas, racismo e igualdade racial, que dizem respeito à realidade dos estudantes.

“É preciso observar as questões culturais locais e territoriais, porque os alunos de uma comunidade de Santa Cruz costumam carregar experiências bem distintas dos que moram no Centro, por exemplo”, considerou o professor formador da EJA da 8ª CRE. Dentro desta perspectiva, muitas unidades de ensino trabalharam com redações, vídeos e fotografias que narravam as histórias pessoais e coletivas dos estudantes.

O racismo, outro tema recorrente, foi abordado logo na primeira apresentação de alunos ocorrida no palco da ExpoEJA. A Escola Especial Francisco de Castro (2ª CRE), localizada no Maracanã, encenou esquetes antirracistas, baseadas em histórias reais. A professora de teatro da unidade, Luciana Tosta, explicou:

“Foi um projeto realizado em parceria com as professoras de Inglês e da Sala de Leitura, porque abordamos os Black Panters (partido político norte-americano surgido em defesa da comunidade afro-americana) e a morte de George Floyd na cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos. E também porque trabalhamos com a leitura de notícias sobre a violência na cidade do Rio de Janeiro”.

Ao todo, 13 alunos da escola (a maioria alunos especiais) encarnaram os atores do Teatro Experimental Negro, fundado em 1944 pelo ativista Abdias Nascimento. A performance simulava um ensaio em que situações de violência racial eram discutidas.

Segundo a gerente da Geja, Geisi Nicolau, entre os objetivos da ExpoEJA está a divulgação da EJA Rio para que ganhe destaque no cenário nacional como referência da Educação de Jovens e Adultos. “O encontro é importante para o debate e para o atendimento das demandas que viabilizam a permanência dos alunos na escola”, disse.

Alunos se apresentando no palco da Expoeja. MultiRio, cc

 

 
Compartilhar pelo Facebook Compartilhar pelo Twitter Compartilhar pelo Whatsapp
MAIS DA SÉRIE
video
XXIII ExpoEJA 2022

XXIII ExpoEJA 2022

30/11/2022

Confira, no vídeo, os detalhes da XXIII edição da ExpoEja, realizada em novembro de 2022.

IV Semana da EJA Rio 2022

pdf
Cartas a Paulo Freire

Cartas a Paulo Freire

21/11/2022

E-book comemorativo à III Semana EJA Rio 2021. Faça o download. 

IV Semana da EJA Rio 2022

video
IV Semana da EJA | Roda de conversa - Tarde (22/11)

IV Semana da EJA | Roda de conversa - Tarde (22/11)

21/11/2022

Confira, no vídeo, as atividades realizadas na IV Semana da EJA na tarde desta terça-feira (22/11). Com início previsto para as 9h, a programação inclui uma roda de conversa com a coordenadora de Ensino Fundamental, Michelle Valadão, o coordenador da Equipe Gestora, Marcelo Fernandes e o diretor do CREJA, Maurício Chaves. Também participa do bate-papo a formadora de Liderança Pedagógica Daniele Peres.

IV Semana da EJA Rio 2022

video
IV Semana da EJA | Roda de conversa - Manhã (22/11)

IV Semana da EJA | Roda de conversa - Manhã (22/11)

21/11/2022

Confira, no vídeo, as atividades realizadas na IV Semana da EJA na manhã desta terça-feira (22/11). Com início previsto para as 9h, a programação da manhã inclui uma roda de conversa com o subsecretário de Ensino Adriano Giglio e a representante das CREs, Denise Carvalho. Também participam do bate-papo Maurício Chaves, representante Escola Exclusiva de EJA, e José Carlos Lima, Representante Escola e Universidade.

IV Semana da EJA Rio 2022

video
Lançamento do e-book Cartas a Paulo Freire

Lançamento do e-book Cartas a Paulo Freire

18/11/2022

Fique por dentro do e-book Cartas a Paulo Freire, construído a partir dos trabalhos de alunos da Educação de Jovens e Adultos da SME-Rio durante a XXII ExpoPeja. Parte integrante da Semana da EJA de 2021, a ExpoPeja apresentou a mostra "Cartas a Paulo Freire“. Para baixar o vídeo, clique no link a seguir e, depois, nos três pontos no canto inferior direito do vídeo no botão "Fazer o download": Cartas a Paulo Freire

IV Semana da EJA Rio 2022