Escolas do Rio superam meta esperada para o Ideb

Enviar esta página por e-mail
 
Os resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica 2009 (Ideb) divulgados no início de julho pelo Ministério da Educação (MEC), mostram que o município do Rio de Janeiro atingiu desempenhos positivos em relação à última apuração, realizada em 2007.

Segundo o principal indicador de qualidade do ensino do país, as escolas do Rio superaram a meta esperada e, no primeiro segmento do Ensino Fundamental (até o 5º ano), a pontuação aumentou de 4,5 em 2007 para 5,1 em 2009.

Entre as escolas que obtiveram os melhores resultados, podemos destacar a Escola Municipal João de Deus (4ª CRE), com a nota 7,8, a mais alta do Ideb em todo o estado do Rio. As outras unidades do 1º segmento do Ensino Fundamental com notas altas no Ideb são o CIEP Pablo Neruda (7ª CRE), a Escola Municipal Barão Homem de Mello (2ª CRE), Escola Municipal Friederich (2ª CRE) e a Escola Municipal Leitão da Cunha (2ª CRE). Já no segundo segmento estão a Escola Municipal Ari Barroso (4ª CRE), a Escola Municipal Minas Gerais (2ª CRE), Escola Municipal Roberto Burle Marx (7ª CRE), a Escola Municipal Affonso Penna (2ª CRE), a Escola Municipal Pio X (7ª CRE) e Escola Municipal Estácio de Sá (2ª CRE). 

Incentivo à leitura em primeiro lugar

Localizada na Penha Circular, bairro da Zona Norte do Rio, a EM João de Deus – 32ª melhor escola pública do Brasil - é um colégio de estrutura simples, como muitas escolas da rede. Sem quadra esportiva nem auditório, a escola conta com 314 alunos da pré-escola até o 5º ano, com idade entre quatro e 11 anos, que tem no incentivo à leitura a à produção de textos o segredo para o bom desempenho no índice do MEC.

Segundo a professora Luciana Landrino, diretora da escola há 20 anos, os alunos são estimulados a frequentar a sala de leitura funcional de forma natural, e, a cada semana levam dois livros para casa. “A utilização da sala de leitura não é obrigatória. Os professores incentivam a leitura e indicam livros semanalmente para os alunos. Nosso objetivo é despertar o interesse e o hábito da leitura nas nossas crianças”, explica Luciana.

Uma outra atividade realizada pela escola com o objetivo de promover a escrita é o Correio Escolar, que une a brincadeira ao aprendizado. “Nós colocamos uma caixa de correio no refeitório. Nela, os alunos podem depositar cartas para os colegas, e um carteiro mirim é encarregado de fazer as entregas das cartas, lidas em voz alta em sala de aula”, conta a diretora.

No planejamento anual da EM João de Deus, estão incluídos, também, saraus de poesia e desenvolvimento da gramática e ortografia. “Há alguns anos nós observamos que os nossos alunos tinham muita dificuldade na interpretação de textos, por isso pensamos em atividades que pudessem reverter esse quadro. Fico muito feliz que a nossa escola esteja conseguindo obter esses resultados”, diz Luciana Landrino.

Para a diretora, outros fatores são cruciais para o crescimento dos alunos e para o bom desempenho no Ideb: gestão e trabalho em equipe. “Na João de Deus o empenho de todos os profissionais envolvidos, desde as merendeiras até os professores, é muito importante. Eu conto com a colaboração de todos na gestão escolar para que nós tenhamos um ambiente de trabalho e aprendizagem satisfatório para todos. E o primeiro lugar entre as escolas da rede no Ideb é o reconhecimento desse trabalho”, finaliza ela.


Conheça o Ideb *

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica foi criado em 2007 para medir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. O indicador é calculado com base no desempenho do estudante em avaliações de Matemática e Português e em taxas de aprovação.
 
O Ideb é medido a cada dois anos e o objetivo é que o país, a partir do alcance das metas municipais e estaduais, tenha nota 6 em 2022 - correspondente à qualidade do ensino em países desenvolvidos.

Para que os pais e responsáveis acompanhem o desempenho da escola de seus filhos, basta verificar o Ideb da instituição, que é apresentado numa escala de 0 a dez.

*Fonte: Portal MEC

 

© MultiRio 1995-2013
Permitida a reprodução para fins educativos e de informação, com indicação da autoria da matéria e do site da MultiRio, vedada qualquer utilização comercial ou com fins lucrativos.
Problemas com este site, entrar em contato com o O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .