27 Novembro 2019
0
0
0
s2sdefault
 
Transforma auditorio
Professores e autoridades assistem a painel promovido pelo COB. Foto Alberto Jacob Filho, 2019, MultiRio

Para celebrar um ano da implantação do projeto Transforma, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) realizou, no dia 25 de novembro, no Museu do Amanhã, o evento Valores Que Transformam. O projeto foi, pioneiramente, introduzido em duas Escolas Municipais Olímpicas Cariocas – a Edmundo Bittencourt (1ª CRE), em Benfica, e a Emma D’Avila de Camillis (10ª CRE), em Pedra de Guaratiba – e, depois levado para outras unidades de ensino nas cidades de Taubaté (SP), Cascavel (PR), Palmas (TO) e Blumenau (SC), e para escolas brasileiras no Japão, como parte das ações para os Jogos Olímpicos de 2020.

O Transforma é um programa do COB voltado para a Educação, que visa promover a interação entre as áreas do conhecimento, com ênfase nos valores olímpicos, e proporcionar o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, em consonância com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Para isso, a carga horária das aulas de Educação Física é ampliada de duas para oito horas semanais, nas unidades de ensino onde o projeto acontece. Cursos de capacitação também são oferecidos a todos os professores da escola, mostrando a relação entre Jogos e Educação e propondo atividades integradas.

Segundo Carlos Henrique Furtado de Oliveira, diretor adjunto da E.M.O.C. Emma D’Avila de Camillis, além da promoção dos esportes, os professores de Educação Física, com sua carga horária ampliada, têm elaborado exercícios relacionados a vários conteúdos das unidades temáticas. Quando os alunos começam a aprender a contar, por exemplo, desenvolvem atividades e jogos que contribuem para o aperfeiçoamento das habilidades de raciocínio sequencial.

Professores embaixadores

Uma das teses do projeto é que a dinâmica do esporte serve como inspiração para várias unidades temáticas. Seu caráter lúdico, de entretenimento e de desafio é o que os professores embaixadores do Transforma tentam promover em suas áreas de conhecimento.

Transforma professores mat geo
Os professores embaixadores Rodrigo Sacramento e Rodrigo Rodrigues. Foto Alberto Jacob Filho, 2019, MultiRio

“Sempre começo minhas aulas conversando sobre uma situação do cotidiano dos alunos, como um lance genial ocorrido em um jogo de basquete. A partir desse papo, introduzo questões como a trajetória da bola, o que me leva a falar de altura, tempo, parábola... Essa dinâmica contribui muito para elevar a atenção dos alunos”, disse Rodrigo Sacramento, do Canal Plantão do Matemático, durante o painel Valores para a Vida: Abordagens Práticas, ocorrido durante o evento.

Tal como no esporte, em que os treinadores não conseguem extrair o melhor rendimento dos atletas sem conhecê-los, Rodrigo Rodrigues, do canal Geo Brasil e professor de Geografia na E.M. Presidente Eurico Dutra (4ª CRE), defendeu a tese de que também é preciso conhecer cada aluno, para estabelecer com ele uma relação afetiva: “Quanto mais consigo tocar sua emoção, maior a aprendizagem”.

Rodrigues também lembrou que o papel histórico do professor mudou muito em relação ao século XX: “Não podemos mais ser meros repassadores de informações, como no passado, porque elas estão disponíveis na internet. Nosso principal papel, hoje, é contextualizar e dar sentido à aprendizagem”.  Os professores embaixadores Sílvio Predis, da plataforma Química Nota 10, e Carol Mendonça, do canal Português para Desesperados também participaram do painel e falaram da necessidade de se encontrar meios para entreter e prender a atenção dos alunos.

Valores e maneiras

Durante a abertura do evento, o presidente do COB Paulo Wanderley Teixeira explicou que a ideia do Transforma é promover novas maneiras de ensinar coadunadas com o desenvolvimento de habilidades socioemocionais (empatia, autonomia, protagonismo, cooperação etc.) relacionadas aos valores olímpicos: a amizade, a excelência e o respeito. Em 2020, mais Escolas Municipais Olímpicas Cariocas serão integradas ao projeto e, segundo a subsecretária Municipal de Educação, Rejane Pereira Faria da Costa, a expectativa é que este programa do COB contribua para que as unidades envolvidas possam extrair o potencial máximo de seus alunos.

Transforma diretores e sub
A subsecretária Municipal de Educação e os diretores das E.M.O.C.s Emma D'Avila de Camillis e Edmundo Bittencourt. Foto Alberto Jacob Filho, 2019, MultiRio

Para Márcio Carvalho Viegas, diretor da E.M.O.C. Edmundo Bittencourt, as múltiplas possibilidades proporcionadas pelo Transforma estão sendo descobertas em sua escola: “Já contribuiu muito para que atinjamos o nosso maior objetivo, que é fazer da escola um ambiente prazeroso, onde os alunos querem estar”. Já para o diretor adjunto da E.M.O.C. Emma D’Avila de Camillis, o projeto está dando uma “cara” à escola: “estamos ganhando identidade”.

A celebração do primeiro aniversário do Transforma contou com a participação de cerca de 350 professores das redes pública e privada e de cônsules de vários países. Além de Valores para a Vida: Abordagens Práticas, o evento contou com dois outros painéis: Construindo um Ambiente Seguro para os Alunos e O Professor como Agente do Desenvolvimento Emocional do Educando.

Relacionados
Mais Recentes